Assinatura RSS

“Este é do mal, aquele é do bem!”

Publicado em

Por que, na maioria das vezes, achamos que os policiais, religiosos, empresários “do bem” são grupos imaculados?

É óbvio que existe a fama da corrupção entre os policiais, de enganação entre os religiosos e de pura mesquinhes entre os empresários e etc, mas, por que quando ocorre alguma notícia tensa, como : “Policiais são presos por tortura”, consideramos diferente de uma notícia idêntica, mas com uma única modificação: “Traficantes são presos por tortura”.

Em nosso modus operandi, digo, nossa maneira de agir, sentir e pensar, devemos proteger certas instituições e indivíduos, assim como, devemos destruir completamente determinadas instituições e indivíduos.

Quando aparece a denúncia que a Polícia fez torturas, nós pedimos provas ou simplesmente não acreditamos, caso haja crédito para a notícia, e levado com o seguinte comentário, “Policial fez isso com bandido, tá certo! Por que bandido pode e policial não? Bandido bom é bandido morto!”. Existe um crédito aprovado para notícias que denunciem torturas por traficantes, e sempre que acontece uma denuncia dessas, vemos a generalização de um ato em particular: os traficantes são torturadores, mas se for com a polícia, o policial é torturador.

Há, ainda, o lado mais específico! O policial ”X” é torturador, ou seja, ele é mais especificado ainda! Assim como acontece com religiosos. Esses dias, mais uma vez, me aconteceu de ouvir um indivíduo falar sobre um determinado ou uma determinada religiosa que fez sexo antes do casamento, coisa que é imperdoável! Foi então que o religioso presente proferiu as palavras antes nunca ditas: “não é a religião que é ruim, é o rapaz/moça que são promíscuos”.

Em outras palavras: a religião nunca está errada, seus fundamentos não são causa de nada de ruim e devem ser seguidos. Não há mal nenhum em segui-los e o indivíduo segue se quiser, caso não consiga, a culpa é totalmente dele.

O engraçado é que se acontece algo de errado com um ateu, o ateísmo que é culpado.

A áurea de polidez existe com os “bons empresários”, que doa dinheiro para orfanatos, que fazem campanhas ecológicas e etc. Estes bondosos nunca podem ser criticados, pois eles conseguem fazer do capitalismo um bicho bonito e legal de se conversar. São o exemplo do mercado.

Estes camaradas não podem ser chamados de porcos, pois eles, além de dar emprego ao povo, também dão saúde aos habitantes da terra!

1º passo para se livrar dos grilhões da ingenuidade: duvide da autoridade mais polida que encontrar.

 

Anúncios

Sobre Vinicius

Fascista desde criancinha.

»

  1. achei legal a proposta do texto, e concordo com o que disse. por isso eu odeio essas classificações de bom/mal correto/errado, sao muito utopicas! sucesso

    Resposta
  2. bem verdade.
    E classificar é algo normal. Eu pelo menos me acho o mocinho da história. rs.
    Muito legal o texto. E super bem escrito Vinicius.
    Ah e detesto tabus e essas coisas todas.
    Abraço.
    http://tecalas.blogspot.com.
    Assinei o feed pra voltar

    Resposta
  3. Toda forma de poder é uma forma de ? Ainda fico com a questão na cabeça. E ainda não concordo com a música.

    Eu começando a te admirar, e muito!

    Resposta
  4. é talvez seja hora de deixar os estereotipos e então sermos realmente racionais…

    Resposta
  5. Infelizmente isto não é coisa recente. Desde sempre fomos educados para classificar e separar pessoas ou coisas em grupos.
    O importante é notarmos que nada é conclusivo, e em tudo e todos, existem 2 lados que balanceiam.
    Afinal são precisos demônios, para que os anjos existam.

    Resposta
  6. O juízo de valor faz parte da sociedade.
    As pessoas sempre vão julgar as coisas como certas ou erradas, boas ou ruins a partir dos valores que passaram a obter com o passar do tempo.
    Eu sou adepta do “tente entender e julgue depois”, mas em variadas situações, os valores que infectam a sociedade como um todo faz parte de mim também, e por isso, acabo julgando.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: