Assinatura RSS

Motorista atropela ciclistas em Porto Alegre

Publicado em

Na última sexta-feira na cidade de Porto Alegre, o funcionário do Banco Central Ricardo Neis atropelou cerca de 10 ciclistas sem parar para oferecer ajuda.O motorista recentemente entregou se a policia, ele e seu advogado alegaram legitima defesa e pressa, Ricardo disse que não teve alternativa, pois alguns ciclistas batiam no vidro do carro e teriam quebrado seu retrovisor.Ele teria fugido por medo de ser linchado.

“A falta de tolerância no trânsito não pode ser justificativa para um ato de comportamento selvagem como esse. Havia rotas alternativas perfeitamente viáveis”disse o Delegado.

 

Embora os carros nos tratem com arrogância, nós não devolvemos com a mesma moeda, garanto que nenhuma Massa Crítica do mundo sai por aí quebrando os retrovisores dos carros e ameaçando os motoristas.

 

O transporte público brasileiro não é um transporte confortável e está cada vez mais caro.Nós ciclistas, skatistas e pedestres procuramos autonomia na hora de deslocarmos de um lugar para outro, além de alternativas baratas, saudáveis, sustentáveis e muitas vezes são a forma mais rápida de chegar em casa.O problema é que cada vez mais é estabelecido o pensamento de que as ruas foram feitas para os carros, não para as motocicletas, não para os ciclistas e skatistas,e muito menos para os pedestres,as ruas foram feitas para os carros e é assim que deve continuar.

Embora as leis brasileiras obriguem os motoristas respeitarem os pedestres, não é bem assim que a banda toca. É comum os motoristas acelerarem para que os pedestres corram para as calçadas,é comum os motoristas buzinarem para os ciclistas saírem do meio fio,é comum os motoristas buzinarem para os skatistas saírem da rua e irem para as calçadas.

 

Os carros são um dos maiores responsáveis pelas mortes no mundo, perdendo apenas para o cigarro e o câncer.Carros não são baratos, são os maiores responsáveis pela poluição e mesmo assim a indústria de carros cresce cada vez mais, pois ter um carro significa status, quanto mais caro o carro mais foda você é. Recentemente na cidade onde eu moro, casas foram derrubadas para a construção de uma nova estrada.Quanto mais carros nas ruas mais stress, mais acidentes, mais poluição, menos casas.Esse é verdadeiro preço do “status”.

Roubo uma frase de uma amiga que diz “Os verdadeiros selvagens estão nas cidades!” e encerro esse post.

 

Anúncios

Sobre Cesar

http://flavors.me/amanhademanha

»

  1. Pingback: Atropelamento na Massa Crítica « Cabana de Inverno

  2. Isso foi muito foda, fiquei bastante chocado quando soube, bastante triste. Até mesmo nem gosto de ver as cenas, para mim as vezes que vi já foram o suficientes.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: