Assinatura RSS

O Plano Perfeito

Publicado em

Gostou dos meu olhos?

Assaltantes entram em um banco em Wall Street, colocam as pessoas no local como reféns e a polícia os encurralam. Até aqui, um filme comum tipicamente americano, mas há algo interessante em uma cena em particular.

Para informação: os assaltantes entraram no local com roupas de pintor, cobrindo o rosto, olhos e tudo mais, e colocam as mesmas roupas nos reféns. Ou seja, dentro do banco todos estão vestidos como pintores, sejam ladões ou civis.

Quando os assaltantes se vêem encurralados, mandam todos saírem do local. Todos com a mesma roupa… Vejam, todos são sem-personalidade e, ao mesmo tempo, ladrões e civis. Digo, o fato de não terem personalidade reconhecida os transforma em ladrões e civis em potencial igual. Isso é evidenciado quando eles saem do banco e levam tiros de borracha. Levam tiros por serem potenciais ladrões, mas as balas são de borracha por serem potenciais civis.

Eu posso fazer uma analogia e uma crítica, a crítica tem relação com o clichê “Definir-se é limitar-se”. A definição é sim um limite, mas não necessariamente a definição é um mau limite. Dizer-se vegetariano é, ao mesmo tempo, se limitar a impossibilidade de ser um não-vegetariano. Quando eu me defino por vegetariano, automaticamente, eu não entro num grupo que é oposto ao vegetarianismo. Me limito ao que eu considero como aceitável.

E é bom lembrar que a qualquer momento eu, como vegetariano, posso comer um bolo de carne, por exemplo, e modificar a minha definição. A definição de si nunca é estática, é sempre dinâmica.

A analogia é em relação às profissões de atendimento ao cliente. Telemarketing, por exemplo. Os operadores são representantes sem-face da empresa contratante. Mesmo sendo apresentados por nome, são culturalmente desprezados como sujeitos ativos.

O operador é reconhecido como a extensão da empresa contratante, portanto, cada merda que ele faz é uma merda feita pela empresa e cada merda que a empresa faz, é uma merda que o operador terá que lidar com que ele atende como se fosse sua. O requerente reconhece que todos os operadores são culpados quando há um problema, isso por que os operadores são a empresa.

Enquanto o disfarce generalista dos civis do banco os fazem representantes de ladrões e civis, o cargo dos operadores os fazem representantes da empresa.

Se limite, se defina, se defenda e ataque.

Anúncios

Sobre Vinicius

Fascista desde criancinha.

»

  1. Gostei do disfarce deles, coisa de cinema. Legal o blog (Y)

    Responder
  2. Muito bom seu blog, bem informativo ;*

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: