Assinatura RSS

Como ficar sem palavras na TV

Publicado em

Esse post é baseado em um post do LLL, de Alex Castro.

É sobre um vídeo ótimo, onde entrevistada é perguntada sobre universitários e drogas. A resposta dela é totalmente fora do que deveria ter dito em uma emissora de TV. O que mais me deixou empolgado foi como a apresentadora tentar forçar a discussão pra um rumo que a convidada já expressou não concordar.

A apresentadora não acredita no que está ouvindo e continua mantendo o discurso anti-droga de classe média, sempre colocando como ponto o suposto malefício explícito das drogas.

E a convidada mete a mão de maneira bem delicada e não tenta levar a discussão pra canto nenhum. Nem precisa, só o fato de ter sido contra uma rede completa de pensamentos médios em uma rede de TV de classe média já faz disso, um puta ato. Nem precisava de mais argumentação. Ela já havia sido violenta com o que fez.

E essa violência é aquela que faz o senhor e a senhora do sofá se olharem e ficarem de cara feia. É essa violência que faz o velho gordo e a velha ranzinza falarem mal dos “maconheiros de universidade”, “drogados de humanas” e tantos outros modos de cuspir o veneno.

Eu adorei, simplesmente adorei o que houve.

Anúncios

Sobre Vinicius

Fascista desde criancinha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: