Assinatura RSS

Melancolia, Real Aterrorizante e Moralidade Invertida

Publicado em

Melancolia é o filme mais recente de Lars Von Trier, o mesmo cara que dirigiu Anticristo, já analisado aqui. Em Melancolia, o planeta terra será atingido pelo planeta de mesmo nome do filme, sendo o modo como cada um recebe e reage com essa notícia, o bojo da película. Eu notei alguns pontos bem interessantes e creio que são dignos de serem escritos:

Parte I

Na primeira parte, Justine está se casando e, durante toda a festa, não consegue se encontrar dentro daquele evento formal. A todo momento, expressa sua falta de conformação com comportamento animal, digo, com o oposto das regras morais condizentes com o pessoal de sua festa de casamento (Sem contar o chefe exigindo a elaboração de um slogan, que é o símbolo máximo do moral que deve ser aturada/respeitada). Ela urina na grama, transa com o assistente de seu chefe no meio do campo de golfe, dorme no meio da festa e, no fim, se demite de maneira épica.

Há maneira mais legítima de demonstrar seu desprezo e raiva pela moralidade expressa naquela ocasião?

Sua mãe, Gaby, por sua vez, é a representação do Real aterrorizante, daquilo que existe sem as mediações da ideologia, interpretação endossada pelo comportamento da mesma com um discurso ácido, no meio do jantar, e na conversa com Justine, a alertando sobre o casamento e sua sanidade mental.

Parte II

É quando há a troca de papeis entre Justine e sua mãe, e Claire e Justine. Se na primeira parte do filme, Gaby era a representação do Real, este passa a ser a depressiva convicta Justine, que consegue afirmar que Melancolia irá bater na terra (lembram, quando ela fala que simplesmente sabe das coisas?) e desqualificando a vontade final de Claire, ao gozar de seu desejo estúpido de passar as últimas horas da vida bebendo uma taça de vinho, regojizando do prazer burguês.

A mesma Claire que, por sua vez, assume o papel de sujeito anti-moral. Enquanto o comportamento esperado para a morte é o desespero total e introspectividade máxima, Claire, quando recebe a confirmação de que haverá o choque de Melancolia com a Terra, tem como atitude última a “celebração da vida”, ao pedir um jantar feliz em seu jardim. Sua fuga com o filho para a vila perto de seu casarão, foi só a tentativa de se adequar ao desespero esperado, sendo, então, a ausência da animalidade, a verdadeira animalidade.

Vale ressaltar o a representação ideológica de seu marido (o cientista), que, durante as duas partes do filme é a expressão perfeita do sujeito que necessita da ideologia para sobreviver, que necessita das regras morais e que não aceita/compreende sua desobediência. Ele crê na ciência acima de tudo e, quando recebe o terror do Real (quando descobre que o planeta Terra irá se chocar), não aguenta e se mata.

É por isso que a mensagem do filme é uma bela de uma crítica à burguesia ideológica, travestida de um drama existencial burguês (Todos iremos morrer?… O que devemos fazer em nossos últimos momentos de vida?… Como eu posso aceitar a morte?… A morte é uma certeza… Etc e etc..)

Anúncios

Sobre Vinicius

Fascista desde criancinha.

»

  1. Lars é nazi cara….é o inimigo….vc conta as partes mais bacanas do filme….da primeira parte me chamou atenção a hora que dão bebida p/ Justine,algo como “Tente se adequar a festa…tente ficar bem….engula seu soma.” e etc.

    Resposta
    • Não ligo pro diretor, sinceramente, creio que a arte revela mais do artista do que ele próprio. Na verdade, creio que a verdadeira expressão do artista é a arte, não ele. É lá que dá pra perceber as verdadeiras estruturas de sua consciência sendo expressada, suas afiliações ideológicas e etc. O filme é representação ideológica, acima de tudo.

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: