Assinatura RSS

Censura, Liberdade de Expressão e Momento Histórico

Publicado em

Pra mim, a censura não é simplesmente o veto da expressão por uma autoridade, ou a caça a um ato exercido livremente e etc. Pra mim, a censura está em outra esfera. Vejamos, se o nazista é proibido de exercer a livre-expressão de bater na cara de um judeu, negro e etc, ele está sendo censurado? Parece que sim, caso a censura seja uma designação de veto, no entanto, o veto ao nazismo é historicamente e socialmente corroborado, digo, o nazismo, em si, já foi refutado completamente, a teoria nazista não se mantém de pé por mais de dois segundos (ou neurônios).

A censura como concebida no senso-comum, sendo o mal que afeta a liberdade de expressão, vide todos os protestos proferidos por Marcelo Tas, Hope etc e etc, sendo o câncer de uma sociedade totalitária, é, no fim das contas, a via principal para legalizar formalmente e informalmente os discursos preconceituosos. Melhor dizendo, os discursos que revelam a desigualdade existente na esfera sócio-político-econômica. Então, a liberdade de expressão também se traduz de forma diferente que é designada, sua significado é a perversão da verdadeira liberdade da vida social, ela é o gancho reafirmador dos discursos racistas, sexistas e etc.

No entanto, como já deixei entreaberto, considero a censura como a reafirmação da desigualdade exercida pelo grupo dominante. Ou seja, a censura era aquilo feito nas ditaduras militares contra os movimentos democráticos e revolucionários, censura é aquilo feito na China, onde até mesmo os filmes de ficção são proibidos para não mexerem com a história, algo importante demais para ser discutido ou brincado. Somente a conservação do poder.

Mas conservar o poder não é algo a ser demonizado, digo, qualquer um que detenha o poder estatal quer continuar com ele, o problema é a forma como isso acontece. Se a “revolução” só acontece por meio da violência, então não é revolução, é só mais uma tirania pessoal ou de partido. É aí que o veto às campanhas nazistas tomam parte do texto.

Então, vetar o nazi-fascismo é censura? É a reafirmação das relações de poder, ou é o inverso, a tentativa de, claramente, não dar chance ao inimigo declarado e vencido em todos os aspectos, tanto teórico quanto prático (e práxis). Porém, há outro ponto a ser levado em consideração: o momento histórico.

Como lidar com uma sociedade que, diante de tudo, quer o fascismo? Basicamente, não se obriga uma sociedade a viver de determinada forma, a fazer parte de um determinado Estado, por que, simplesmente, isso é totalitarismo puro. Então, o trabalho deve ser também na ideologia. Deve-se fazer da ideologia que se representa, hegemônica.

Eu creio que, a tentativa de “censurar”, por exemplo, Rafinha Bastos, não é uma agressão à sociedade e suas normas, crenças e valores, mas, em última instância, essa suposta censura só tomou seus precedentes após a ação do lado conservador e de seus tentáculos inclusos na mídia, abertamente. O povo não é fascista, o povo é massa (ou melhor, o povo está massa) e a massa é acrítica, ela absorve aquilo que não é muito diferente do que já está, ou até mesmo aquilo que é diferente, mas desde que sob uma perspectiva, mesmo que falsa, que faça parecer com o status quo.

Anúncios

Sobre Vinicius

Fascista desde criancinha.

»

  1. liberdade
    liberdade é quando pode faze o q bem quizer??????
    liberdade pode ser usada quando vai decidir muitas coisas
    exemplo:quando vai se casar vc toma sua iniciativa vc é quem descide eu nao vou descidir por vc,e vc tem que ver bem vai trer a liberdade q quer quando casada??
    obrigada nao sei muito bem o que escreivi foi a primeira coisa q veio na minha cabeça esatava pesquizando para um trabalho na facuu e acabei escrevendo qualquer coisa desculpe se falei algo de errado mais é tipo isso q entendo sobre liberdade vc q deve estya lendo aha q so uma nobaaa mais nada dissso pensamento é q nem cu cada um tem um desculpa ai

    s2 anonima

    Resposta
  2. adorei este seu comendario carol…

    Resposta
  3. A primeira é vc, a segunda é seu alter ego?

    Resposta
  4. Pingback: Cura da Homossexualidade, Suposta Simetria e Essência Sexual « Cabana de Inverno – Sociedade, Ideologia, Crítica Social, Feminismo, Machismo, Socialismo, Capitalismo, Anarquismo, Vegetarianismo, Comunismo, Marxismo, Slavoj Zizek, Louis Althu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: