Assinatura RSS

Proibidão do Stand Up, Liberdade de Expressão e Ideologia

Publicado em

O Proibidão do Stand Up é um show de stand up comedy onde não há limitações para as piadas, logo, à tudo é permitido ser dito. A verdadeira liberdade de expressão é vista, não há nada para reprimir o sujeito de dizer e agir da maneira como ele realmente quer agir, ou seja, não há nada que o impeça de ser racista, homofóbico, fascista, machista, etc e etc. Não há nada que o trave no momento de expressar aquilo que está em seu interior mais profundo – finalmente o humorista é livre pra dizer aquilo que pensa e aquilo que deve ser dito.

Eu creio que esse show de stand up é um sinal de que a liberdade de expressão como é propagandeada tem limites bem claros e concessões bem claras: pode-se falar o que quiser sobre quem quiser, afinal, tudo é “humor”, entretanto, não se pode discutir uma transformação radical nas estruturas da sociedade para esse tipo de humor não ser mais um testemunho de uma prática cotidiana. A figura de Bolsonaro, outro defensor da liberdade de expressão, ou de Marcelo Tas, demonstram o que é permitido colocar em pauta. O primeiro não quer saber de ideias da ‘esquerda terrorista’ do Brasil, o segundo já é mais civilizado, tem a mesma concepção de mundo, mas coberta por uma áurea de liberalismo – um liberalismo tão porco quanto qualquer conservadorismo.

É permitido ser racista e homofóbico, mas será que é permitido ser racista e homofóbico “invertido”? Tem jeito de ser racista com brancos e heterofóbico? Se levarmos em consideração que racismo e homofobia são expressões de uma relação de dominação, não, não tem. É necessário contextos peculiares para ser possível um racismo inverso ou uma heterofobia. Isso nos leva a uma conclusão óbvia: a liberdade de expressão é a liberdade dos grupos dominantes voltarem a expressar sua dominação, de perderem qualquer tipo de limitação imposta pelo grupos historicamente submissos.

O público do show demonstra tal argumento: estão, de acordo com a Folha, na faixa de 25 à 35 anos, todos de classe-média.

E isso vai de encontro a uma pergunta mais importante: quais são os limites da liberdade de expressão? Eu, com certeza, creio que deve haver limites, exatamente para não haver um nazismo descontrolado disseminando por aí – Os meios de comunicação atribuem status e fortalecem a mensagem, eles fazem dos artistas, ou heróis paladinos da liberdade de expressão, ou vilões da cidadania. Atualmente o primeiro adjetivo está anexado à eles. Já com esta designação, a autoridade daqueles que expressam as piadas racistas aumenta, é o fortalecimento de uma determinada ideologia por meio da indústria cultural, sob a autoridade e lógica desta mesma ideologia. É assim que a liberdade de expressão se transforma em liberdade de dominação.

Anúncios

Sobre Vinicius

Fascista desde criancinha.

»

  1. Jonathan Botelho

    Excelente, concordo plenamente. Apesar da liberdade de expressao ser um direito constitucional, é claro que este é limitado, ao contrario do que a maioria pensa, um direito termina quando começa outro.

    Responder
  2. A Sociedade Brasileira está muito cheia de “não me toques e não me reles” O. K. é preciso respeitar a diferenças e ter bom senso mas querer “CENSURAR” uma coisa cuja proposta é fazer rir não da senão perde a graça e fica chato haja visto o Zorra Total da Globo que me enoja sou muuuito mais um ViVA O GORDO,ESCOLINHA DO PROFESSOR RAIMUNDO,O SAI DE BAIXO DE 1996, E O MELHOR DE TODOS TV PIRATA.ABAIXO O HUMOR POLITICAMENTE CORRETO E TOTALMENTE SEM GRAÇA PORQUE SÓ SE MELINDRA OU SE OFENDE COM UMA PIADA PORQUE NÃO A ENTENDE

    Responder
    • Com certeza o problema social do Brasil está relacionado à essas pessoas que não entendem às piadas. Racismo, pff

      Responder
    • Claudinei dos Santos

      Uma piada é uma piada e tem como principal objetivo alegrar, porém achar graça em uma condição que coloque o proxímo em situação constrangedora é no mínimo rídiculo e racista, sou negro e quem brincar com piadas desse tipo perto de mim no mínimo fica sem os dentes. É muito fácil um bando de play boys mauricinhos pagarem R$60,00 para verem um produtor oportunista sem criatividade fazer um show com piadas preconceituosas para um publico preconceituso não declarado, Galera vamos fazer piadas de assuntos que realmente são engraçados comparar um negro com macaco é no mínimo idiotice.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: